“Inimigos Públicos”, Michael Mann, 2009

marion

Inimígos Públicos

Michael Mann em “Inimigos Públicos” consegue trazer o que “Dália Negra” de Brian De Palma em 2006 tentou e não conseguiu. Um filme noir que voltasse a agradar crítica e público.

“Inimigos Públicos” tem roteiro baseado na historia real de John Dillinger, interpretado com um cinismo apaixonante por Johnny Depp, foi considerado o inimigo público numero um dos EUA no inicio da década de 30 logo após a grande depressão.

Para a fotografia, Michael Mann chamou um antigo parceiro, Dante Spinotti, que fez a fotografia de outros filmes seus como “O Informante” e “O Ultimo dos Moicanos”, para rodar todo filme em HD.

Ao contrario do que podia se esperar com esse resultado,, pois não vimos um isso em “Império dos Sonhos” de David Lynch por exemplo, o resultado de “Inimigos Públicos” é surpreendentemente limpo e correto.

Boas interpretações, em especial Johnny Depp, com um anti-heroi durão mas carismático, e mais ainda Marion Cotillard, como sua namorada Billie Frechette. Marion por sinal, rouba a cena em algumas de suas entradas. Segura emoção em seu rosto em outras e vem provar que é uma das melhores de sua geração. E temos ainda Christian Bale que está bem apagado para o seu papel.

John Dillinger talvez seja o ultimo grande “gangster romântico” da historia americana. Depois dele, chegou o crime organizado, e a historia mudou dos ingênuos Dillingers de Michael Mann, para os Franck Lucas de “O Gangster” de Ridley Scot.

A partir de sua historia o crime nos EUA mudou, e a própria policia mudou também com a criação do Bureau de Investigação Federal unifica operações em todo os Estados Unidos. Isso aconteceu, e o filme explica bem, por que até então o Estado era tão independente que um bandido fugindo de um estado para o outro dificultava o trabalho da policia.

Outros dois pontos fortes, fora os já comentados como fotografia e interpretações, são o figurino de Collen Atwood, sem exageros mas impécavel, o mesmo podemos dizer da espetacular direção de arte de Patrick Lumt e William Ladd Skinner dignas de premiação. Essas questões  mais técnicas do filme unidas com a sensibilidade do diretor são as principais razões que fazem com que “Inimígos Públicos” consiga agradar  crítica e público.

Michael Mann ainda é cheiro de referências. A historia claro é romantizada, sequências como a de Dillinger passeando na delegacia e verificando toda sua caçada são espetaculares, ou ainda Dillinger indo ao cinema assistir “Vencido pela Lei”, filme de 1934 de W.S. Van Dyke , onde Clark Gable interpreta um gangster que é preso e condenado a morte. Dá até um ar de mete-linguagem, mas são apenas referências.

“Inimigos Públicos” é resgate de um estilo e inovação da técnica

Jair Santana

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: