“Pra Que Serve o Amor Só Em Pensamento?”, Achim von Borries, 2004

Pra Que Serve o Amor Só Em Pensamento?

Pra Que Serve o Amor Só Em Pensamento?

Filme alemão, de Achim von Borries, mesmo roterista do aclamdo “Adeus, Lenin!”, e tão bem excutado quanto, porém com um ritmo totalmente diferente. Em ritimo de romance, porém com final trágico, Achim von Borries nos preseteia com um filme visualmente deslumbrante.

O filme tem seu roteiro baseado numa história real, ocorrida em Berlim, em 1927, que ficou conhecido como “Clube do Suicídio” e chocou a sociedade britânica no final da décda de 20.

“Pra Que Serve o Amor Só Em Pensamento?” tem uma boa fotografia de Jutta Pohlmann, uma ótima trilha sonora de Thomas Feiner, e interpretaçoes que lhe caem com suavidade ao mesmo tempo que com muita segurança. O único conhecido do grande público é Daniel Bruehl, de “Adeus Lenin” e “Edukators”, mais uma vez, com excelente participação. Conta ainda com August Diehl, que apesar de uma filmografia de 11 filmes ainda é conhecido somente na Alemanha, e a belissima e expressiva Anna Maria Nuehe, que é um presente nesse filme, pois além de boa é de uma sensualidade de atrizes de época, que encatavam mais com um olhar que com o tirar a roupa.

Guenther (August Diehl ) e Paul (Daniel Brühl ) são dois jovens convencidos de que a vida deve ser vivida no limite e sem regras, o que também vale para o amor. Junto com Hilde (Anna Marie Hehe), irmã de Guenther, eles vão passar um fim de semana numa casa de campo. Paul fica fascinado por Hilde e se apaixona rápidamente. Em princípio, ela parece também estar sentindo o mesmo por ele. Mas Hilde, há algum tempo, vem se encontrando secretamente com um rapaz chamado Hans, ex-amante de seu irmão Guenther. A partir desse quadrilátero amoroso, o roteiro nos coloca em situações inusitadas, envolventes, nos conduzindo a um clímax inesperado.

O filme prende, envolve, nos apresentanto uma juventude não muito diferente da juventude hoje. Seu ritimo é mais lento dos filmes que apresentam o mesmo teor dramático, mas está longe de por isso, ser cansativo ou monótono.

Mais uma boa pedida do cinema alemão, que nos últimos anos tem apresentado uma filmografia variada e muito bem executada. “Pra Que Serve o Amor Só Em Pensamento?” fez boa carreira na Alemanha, teve uma distribuição pequena pela Europa, e recebeu uma indicação ao European Film Awards de Melhor Ator – Júri Popular (Daniel Brühl).

Jair Santana

Anúncios

4 Respostas

  1. otimo filme! recomendo

  2. gosto dele mas o august diehl rouba a cena nos filmes parece que ele é o principal e o daniel é coadjuvante foi assim em love thoughts e bastardos inglorios. ta na hora dos alemães reverem seu conceito de protagonista

  3. Aonde eu posso comprar este filme? Ou, é possível encontrar em locadoras?

    • Olá Isaias, infelizmente não tenho essa informação. O filme passou no Festival do Rio, mas não tenho certeza que foi distribuido no Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: