Jorge Furtado, 1959 –

Jorge Furtado

Jorge Furtado

O diretor, roteirista e produtor Jorge Furtado, nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, onde começou sua carreira como diretor. Inicialmente na televisão na década de 80, Furtado ingressa na TV educativa, onde foi um dos criadores do programa “Quizumba”. Mistura de ficção e documentário. Algo inovador pra época em uma TV Pública.

Ainda na década de 80 começa a roteirizar e dirigir curtas, e em 84 lança “Temporal”, seu primeiro trabalho, onde ganhou Festival de Gramado de Melhor Curta e Melhor Diretor.

Em 1987, foi um dos fundadores da “Casa de Cinema de Porto Alegre”, que em um primeiro momento funcionava como uma Cooperativa, e hoje se tornou uma Produtora Independente. Jorge Furtado continua como um dos sócios da Produtora hoje.

Com o curta “Ilha das Flores” em 89, o diretor ganha novamente o Festival de Cinema de Gramado com os prêmios de Melhor Curta, Roteiro, Montagem e Crítica, ganhou ainda festivais na Franca e Berlim.
Em 2002, estreou como diretor de longas, em “Houve uma vez dois Verões”, gravado totalmente em câmera digital. Depois de seu primeiro longa, que apesar de fraca distribuição, teve relativo sucesso, Jorge Furtado não parou mais de realizar longas.

Logo em seguida, em 2003, é lançado “O Homem que Copiava”, onde Furtado roteiriza e dirige. Com um elenco mais conhecido do grande público ( Luana Piovane, Leandra Leal, Lázaro Ramos e Pedro Cardoso) e uma melhor distribuição, o filme fez sucesso de público e crítica. Ganhando 6 prêmio no Grande Prêmio de Cinema Brasil e mais dois no Festival de Cinema Brasileiro de Paris.

Com uma filmografia de longas, ainda curta, mas segura, Jorge Furtado é um dos diretores mais promissores do país. Com um trabalho continuo, agradando público e crítica, o diretor constrói uma filmografia que já tema de mostras e homenagem em vários países: em Hamburgo (1994), Rotterdam (1995), São Paulo (1997), Santa Maria da Feira (1998), Goiânia (2002), Toulouse (2004), Paris (2005), Londres (2006) e Bruxelas (2006). Em março de 2008, o Harvard Film Archive, ligado à Universidade de Harvard, promoveu a mostra “Jorge Furtado’s Porto Alegre”, com a exibição de 2 longas e 7 curtas.

Seus roteiros em sua maioria, apresentam temas críticos-sociais, como gravidez, desemprego, entre outros. Mas acima de tudo, seus filmes não tem a intenção de serem demagógicos. Os assuntos são tocados de maneira sutil, totalmente condizente com o roteiro e não aleatoriamente para ser apenas politicamente correta e educativa.

Seu ultimo longa, “Saneamento Básico” por exemplo, apresentava um tema muito delicado e discutível. Uma cidade, do interior, procurava dinheiro para melhorar o esgoto, mas a prefeitura só oferecia dinheiro para a produção de cinema. A maneira como são colocadas as situações em seu roteiro, levantam questões delicadas, mas muito bem conduzidas.

Seus filmes, entre curtas e longas, hoje somam aproximadamente 130 prêmios em festivais do Brasil e exterior. É hoje um dos mais conhecidos e respeitados diretores do país e está apenas no quarto longa metragem.

Filmografia de Jorge Furtado

2007 – Saneamento básico, o filme
2004 – Meu tio matou um cara
2003 – O homem que copiava
2002 – Houve uma vez dois verões
2000 – O sanduíche (curta-metragem)
1997 – Ângelo anda sumido (curta-metragem)
1995 – Felicidade é… (curta-metragem)
1994 – A matadeira (curta-metragem)
1994 – Veja bem (curta-metragem)
1991 – Esta não é a sua vida (curta-metragem)
1989 – Ilha das flores (curta-metragem)
1988 – Barbosa (curta-metragem)
1986 – O dia em que Dorival encarou a guarda (curta-metragem)
1984 – Temporal (curta-metragem)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: