“ZIZI, O UFÓLOGO”, de Marcello Gabbay

Esta história tem como personagem um grande homem. Sebastião Miranda, o Seu Zizi , uma mente brilhante, um contador de estórias. Mistura ficção com realidade em fábulas e lendas. Seu Zizi poderia receber um prêmio por ser uma fábrica viva de lendas e causos na Amazônia. Graças a pessoas como ele a cultura popular oral mantém-se não só viva, mas renovada. Em Colares não há um cidadão que não conheça o Seu Zizi, aquele que lutou com o Saci, que viu discos voadores, que recebeu navegantes americanos em cruzada de guerra, e que trouxe a nado, no peito, cada um dos canhões de ferro que ornamentam a orla da praia. Um brasileiro, um cavalheiro, um caboclo amazônico, uma lenda viva. E se eu fosse você não duvidada das palavras de Zizi…

Colares é uma ilha localizada no nordeste do Estado do Pará, mais conhecida pelos freqüentes casos de aparição de OVNI’s. Nos anos 70 muita gente que vivia na ilha presenciou a visita de discos voadores e diversos casos de contato com seres extraterrestres. Muitas mulheres colarienses, atacadas por raios emitidos das naves, apresentaram queimaduras idênticas, em forma diagonal com duas leves perfurações no peito esquerdo. Acredita-se que os alienígenas extraíam amostras do tecido humano para análise ou qualquer outro fim fantástico.

O caso foi tão sério que uma base de observação do Exército brasileiro foi instalada na ilha por volta de 1973. Nesta época, uma das figuras mais expressivas da cidade, Senhor Zizi Miranda, também foi testemunha do fenômeno. Na verdade o Seu Zizi presenciou uma das mais arrepiantes aparições de discos voadores em Colares. Conta ele que num fim de tarde de 1973 ou 1974, uma nave foi vista flutuando sobre a praia, longe no horizonte. Aos poucos a população foi percebendo o objeto formando um aglomerado de gente ao longo da orla. Imediatamente a base militar ali instalada pôs-se a fotografar e registrar o evento. Como se percebesse que todos a observavam, a nave piscou e toda a luz da cidade apagou. Um breu total, rádios, lâmpadas e postes, tudo apagado! Em seguida a nave partiu, como uma flecha, desaparecendo no céu.

Há alguns meses atrás, mais de 30 anos depois da “invasão alienígena” em Colares, uma importante emissora de TV procurou diversas pessoas que vivam na ilha em 1973 para produzir um documentário sobre os discos voadores. Sem dúvida o Seu Zizi era peça fundamental neste quebra-cabeça extraterrestre. Não demorou muito para uma equipe de reportagem procura-lo em Belém, onde vive hoje no alto de seu 90 anos. Com muito prazer Seu Zizi marcou uma data e hora para receber os repórteres. Como testemunha ocular do fato alienígena, ele enriqueceria muito o documentário.

No dia e hora combinados a equipe de filmagem tocou o interfone no apartamento de Seu Zizi, autorizados a subir, trouxeram nas costas quilos de equipamentos. Câmeras, tripés, microfones, malas e malas de cabos, spots de luz, suportes de aço, foram umas três viagens no elevador apertado do prédio. Enquanto os técnicos descarregavam e montavam o improvisado set de filmagem na sala de estar, Seu Zizi, dispôs-se a introduzir a história para o repórter que o iria entrevistar. O jovem perguntou:

– Sr. Zizi, por favor, me conte com detalhes como e quando o senhor se deparou pela primeira vez com um disco voador?
Ele, endireitando-se na poltrona, respondeu:
– Olha rapaz, vou te contar, a história foi o seguinte. Eu estava caminhando pela praia, quando, de repente, me apareceu um Saci querendo brigar comigo. Ele veio com toda força, com os dois pés no meu peito, aí eu cerrei os punhos e…
Desconfiado, o repórter interrompeu:
– Seu Zizi, um Saci?!
– Sim! – Confirmou Seu Zizi.
– Mas com dois pés?!
– Ele era aleijado!! – Retrucou Zizi.
O rapaz coçou a cabeça e, revoltado, ordenou à equipe:
– Guardem tudo!! Vamos embora, é tudo lorota!!!

Marcello Gabbay

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: