“O Filho da Noiva”, Juan José Campanella, 2001

Na minha opnião é um dos melhores filmes Argentinos dos últimos anos. A simplicidade do filme acho que é que o deixa tão fantástico. É emocionante sem ser meloso como os filmes americanos, ou melhor talvez seja mais sutil que a maioria do cinema americanos. É bem interpretado, pelo carismático Ricardo Darin (Nove Rainhas), o mais famoso ator do cinema argentino, e pela ótima Norma Alejandro, em uma interpretação emocionante e bem dosada. Norma foi vencedora de vários prêmio com esse filme.

O filme tem um roteiro que é bonito, e universal. Uma situação que poderia acontecer no Brasil, na Argentina ou em Roma. A falta de tempo para as pessoas mais velhas, a falta de tempo para nos mesmos. Tempo esse ocupado sempre por trabalho, obrigações, enfim. É nesse momento que Rafael Belvedere (Ricardo Darín) se encontra. E é se vê “mortal”, quando sente o quanto frágil é a vida, que ele para e começa a dar valor a coisas mais simples, e mais importantes. Uma sinopse aparentemente “clichê”, mas muito bem realizada. O filme foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro, e ganhou o Grande Prêmio de Júri e de Melhor Filme Latino Americano no Festival de Montreal.


“O Filho da Noiva” é de 2001, e dirigido por Juan José Campanella, em seu segundo filme. Apesar de ter tudo para se transformar em um filme meloso ale novela mexicana, ele se supera e nos faz rir, nos faz pensar e também faz chorar.
O cinema latino americano, como um todo tem crescido, o Argentino em especial, com diretores com Campanella, Lucrecia Martel por exemplo.

Jair Santana

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: